25 de out de 2012

Only... Me

Nos esmos e dizeres condenados
Do frio hiato...
Perdi minha pena.

Dos valores gastos
No meu bem querer
Perdi a vontade.

Entre nossas pernas
No calor, esvaindo
Perdi a fome.

Naquele sorriso indeciso
Superficial e baixo...
Perdi meu coração.

E se fez silêncio.