10 de out de 2003

Sem vontade para olhar para trás,
Taylor

Ainda me lembro dos abraços que lhe dei em todas as manhas
Também sinto o gosto perdido do teu lábio junto ao meu
Mas agora não estamos mais como antigamente

E você vive me dizendo que ando insatisfeito
e que não acredito em mais nada
E que tudo que faço é só bobagem para chamar atenção
Quer saber se ainda sei amar
E me diz tantas coisas que nem meu coração consegue entender.
Já não sei o que sentir quando estou perto de você

As palavras saem como balas da tua boca querendo me atingir
Nem tentou saber como eu sentia e se afastou...
Me deixou com frio, perdido e ferido
Nesse mundo que é enorme...
Sempre distante em sua insegurança que me remove os sentimentos
Não sei o que fazer para lhe roubar o coração
E para parar de sentir teus lábios em meu corpo
Apenas peço que me ouça mais uma vez
E como um último desejo lhe desejo outra vez.


A tua voz nunca saiu da minha cabeça e também nunca quis que saísse
Antes o que você dizia era tudo que te importava
mas agora nem falar você quer mais
Quem eu quero enganar com a minha dor e tristeza
Se quando bate a saudade é de você que eu me lembro
Você seria o livro perfeito para ser lido através dos tempos
Assim como o teu silêncio é o meu abandono
Mas acredito que a nossa vez ainda vai voltar
E estamos próximos de saber se ainda haverá um outro dia de sol
Para nós dois....